Wednesday, August 10, 2005

Dicotomia
Lavrar-te-ei a carne
Inflado de ar e algodão
Destilarás éter e paz.
O som de um telemóvel

O teu
Atendo
Pai? Pai…

Ouve-se mal
Diz filho…
Gosto de ti…
E eu de ti
A chamada cai
Desligo a máquina
Hora do óbito
14h.55m


Nenhuma verdade é absoluta

6 Comments:

Blogger Nuno said...

Forte.
Bolas...

10/8/05 18:47  
Blogger Tão só, um pai said...

... dor. E raiva. Mais a impotência da vida contra a morte. É o que sinto. Quando li.

12/8/05 17:43  
Blogger Menina_marota said...

Doeu-me o coração ao ler-te... E, lamentei...a perda...

Um abraço

12/8/05 18:50  
Blogger Lyra said...

fiquei confusa com este post..
"A chamada cai
Desligo a máquina
Hora do óbito
14h.55m."
...e fiquei a pensar se o óbito a que te referes nao seria da maquina (telefone.) mas depois estes comentarios...confusa.

14/8/05 18:08  
Blogger aurora said...

...

18/8/05 18:44  
Blogger ernesto esteves said...

Caramba, está muito forte!!!

9/11/05 15:13  

Post a Comment

<< Home