Thursday, October 13, 2005

Palcos de vida
Louras, ruivas, morenas.
Agora,
Vestígios humanos reinventados
por luzes escassas e brilhos agressivos.
Sorriem sem tonalidade para o olhar
que as devora a conferir-lhe as carnes.
Depois,
Saem pela porta dos fundos,
a coberto da noite, para voltarem a ser gente.
Enquanto eles saem pela porta da frente,
convencidos que o são.


A dança dos olhares gastos, cansados e pagos, nada mais é que um carrossel

17 Comments:

Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Ana
Elas ganham ou perdem a vida? E eles? São sintoma de infelicidade ou de actividade lúdica?
Um beijo
Daniel

13/10/05 19:36  
Blogger JMTeles da Silva said...

Só fui a uma sessão de strip-tease uma vez na vida e ainda era puto.
Na época das meias de rede, com buracos, das artistas quinquagenárias e dos 80 quilos das mesmas. Erotismo, só no cartaz!
Patético e trágico.
Bjokas

14/10/05 12:13  
Blogger Alexandre Sousa said...

Não podemos condenar a realidade, apenas devemos aptrender a viver com ela. Excelente texto.Como sempre.

14/10/05 12:44  
Anonymous Maria do Céu Costa said...

Para muitos este é o carrossel da vida, no explendor do seu palco. Cumprimentos.

14/10/05 12:47  
Blogger Tão só, um pai said...

... ouvi dizer que o coconuts, em cascais, tem uma coisa do género para mulheres malucas ...

14/10/05 17:15  
Blogger Mitsou said...

Estive a ler os atrasados e felicito-te pelo esquema de posts curtos, mas tão intensos e belos, que escolheste. Beijinhos muitos e saudosos :)*

14/10/05 19:46  
Blogger Å®t_Øf_£övë said...

As mulheres são sempre mais realistas que a maioria dos homens.
Apenas diferenças...
Bom fds.
Bjs.

14/10/05 22:22  
Anonymous Maria do Céu Costa said...

São peças do palco da vida. Beijinhos.

15/10/05 19:59  
Anonymous Maria do Céu Costa said...

Comentei novamente porque reli.

15/10/05 20:00  
Blogger Menina_marota said...

Um texto de uma sensibilidade e actualidade incrivel! Gostei muito de ler.

Um abraço terno ;)

17/10/05 23:16  
Anonymous Friedrich said...

É caracterizado pela insatisfação que os leva a sair pela porta da frente, enquanto elas é a necessidade que as obriga a sair pelos fundos porque no seu intimo, têm a consciência que aquele não seria o seu lugar... Gostei muito deste escrito.
Passa no meu blog para conheceres os meus gémeos, clica em cada nome respectivo.

Beijos

18/10/05 16:22  
Blogger GNM said...

Este post está mais que genial!

19/10/05 03:56  
Blogger Eclipse said...

Uma verdadeira demonstração da realidade...

abraços

20/10/05 14:03  
Blogger Nilson Barcelli said...

Um bom retrato da chamada "vida fácil".
Eles... coitados, são muito pior que elas e gente tendencialmente do pior.
Beijinhos

20/10/05 14:19  
Blogger TMara said...

EXCELENTE OLHAR ESTE TEU. pOSSO ROUBAR-TO PARA ENVIAR OAS MEUS AMIGOS COM QUEM TROCO POEMAS? bJS E ;)

21/10/05 12:14  
Blogger amita said...

Que bem cantas o carrossel da vida onde existem tantos e tão diversos palcos. Bjinhos e um doce sorriso

22/10/05 01:20  
Blogger Tão só, um pai said...

No palco, há mulheres lindas, lindas de morrer. Umas, forçadas pela vida, outras, sensuais, atrevidas, exibindo provocadoramente o corpo. Lá em baixo, estão as solidões, as inibições que só o alcool liberta, as perversões sonhadas e nunca alcançadas, os sorrisos, os esgares, e, também, a simplicidade de quem gosta da beleza e da vida, sem recalcamentos ou restrições. Espelhos e reflexos do mundo. Umas vezes melhor, outras pior, mas sempre o mundo.

24/10/05 11:21  

Post a Comment

<< Home