Friday, February 17, 2006

Confesso
Tolero-te, suporto-te,
Sem expectativas, paixão.
Por hábito, rotina,
Quiçá... até cobardia

[que ironia]


Omito-me diariamente... numa rota que há muito é de colisão.

21 Comments:

Blogger mgbon said...

Coragem a tua!

20/2/06 19:50  
Blogger Legionaria said...

é verdade, as vezes levamos com coisas/pessoas por pura cobardia, é verdade!!!

21/2/06 10:55  
Blogger zé das loas said...

a vida traz coisas irónicas. de facto!...

"poema-cristal" lhe chamaria, tal a vibração dessa "ironia". Beijos

21/2/06 16:55  
Blogger Luís Monteiro da Cunha said...

Enão será essa a maior das virtudes?
A omissão... para evitar a colisão imediata com mentes antagónicas?!
Nem sempre a omissão, é covardia.
Nem sempre a colisão é coragem!
A virtude está em saber quando cada uma delas deve ser exercida, na sensatez e ponderação de cada acto... que daí possa advir!

Obrigada pela visita e comentário no Bufagato, a porta está sempre aberta, sem pré-juízos concebidos ou ideias absolutas...

Penso que reconheço o timbre...
Veremos....

21/2/06 18:08  
Blogger alfinete de peito said...

o hábito faz o monge.

Temos dito.

22/2/06 17:50  
Blogger TMara said...

retrato cru de muitas relações. bjs amiga

23/2/06 12:33  
Blogger O Micróbio said...

Confessar faz-te sentir mais sincero! Bom fim de semana!

24/2/06 10:29  
Blogger R/B Estação said...

Mas estás a anular o quê ao agir assim?!

24/2/06 14:28  
Blogger R/B Estação said...

Peço desculpa pelo mal entendido.
Não conheço muito bem o seu blog, comentei "a quente" e tomei o post como resultado de possível experiência pessoal.
Tenha um bom fim de semana.

24/2/06 18:09  
Blogger menina graça said...

Acrescentaria só: medo de atravessar o deserto. Há sempre uma travessia do deserto, por curta que seja!

26/2/06 17:03  
Blogger amita said...

Cruzamentos estradas
rectas delineadas
ou talvez não...
ironias camufladas
aos olhos dos dias
silêncios em colisão
cidades só com fachadas

Um bjinho e uma flor por um "confesso" com tão diverso alcance

26/2/06 21:11  
Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Ana
De omissão em omissão até à explicitação final.
Um beijo
Daniel

2/3/06 15:50  
Blogger Eclipse said...

A pr´pria vida é por vezes uma ironia...

Estou (até ver) de regresso.

Abraços.

3/3/06 10:25  
Blogger Menina_marota said...

Se tudo isto é banal, onde existe o divino?
É material a dor, supérfluo o sofrimento?
Onde encontrar razão, finalidade, alento,
Por resignar-se o destino em triste desatino?

E se há uma estrela, além, marcando-nos o destino,
é esforço vão fugir ao perigo dum momento!
E se uma folha move, foi em pensamento…
Sacudida por Deus! Não é livre o caminho!

E, porque a carne é impura e, nos arrasta e prende,
é sacrilégio, o amor...o amor que nos ascende,
ao sublime e à renúncia… e permanece eterno…

Existe o bem e o mal? E a dor que nos tortura?
Não deve, além da morte, haver mais amargura!
Que viver, não pode haver maior inferno!...

(Memórias minhas...)

Este teu texto caiu em mim, como uma pedra de gelo...mas por vezes, temos que nos anular, os mistérios da Vida são insondáveis e, não é por cobardia, não... algo nos prende a esta "vida". Nem que seja pelo bem dos outros...

Um abraço de bom domingo.

5/3/06 09:19  
Blogger mixtu said...

...que ironia...sádia
jinhos

6/3/06 22:42  
Blogger agua_quente said...

Só te quero deixar um beijo e desejar bom fim de semana. :)

17/3/06 19:42  
Blogger O Micróbio II said...

Atenção que o Micróbio mora numa casa nova... http//o-microbioii.blogspot.com

18/3/06 22:49  
Blogger luis manuel said...

Seres de hábitos, de rotinas.
Perdem mesmo a paixão, uma riqueza que alimenta os sonhos, a força de acreditar.
A razão tolera, mas o coração dá fruto ao Amor, e aí... há muitas expectativas.

A colisão traçada na rota, não pode ser por omissão, por descrença.

22/3/06 09:11  
Blogger O Micróbio II said...

O Micróbio faz hoje anos...

22/3/06 12:38  
Blogger oLouco said...

Parece-me que, no fundo, existe amizade e, quiçá, solidariedade. Ambos estão aí, como amigos que partilham a mesma casa, podendo não o fazer na intimidade. Experimenta o sorriso. As amizades ganham-se com um sorriso. Afinal, não mencionas a solidão.

23/3/06 13:25  
Blogger Su said...

eu pecadora me confesso...adorei ler.te
jocas maradas

15/4/06 23:18  

Post a Comment

<< Home