Saturday, May 20, 2006

Alguns
Alguns julgam-se inteligentes...
Alguns... compreensivos.
Alguns julgam conhecer-nos,
Ou sequer poder julgar-nos.


Alguns tanto julgam que nos julgam num tribunal. Pois julgam mal!

9 Comments:

Blogger Menina_marota said...

Vim deixar-te um abraço, porque me apetece simplesmente abraçar aqueles de quem gosto na Blogosfera.

Abraço-te

24/5/06 10:15  
Blogger charlie said...

E quem somos nós para julgar seja quem fôr?
Se julgar é um acto supremo de avaliação. Mas avaliar em função de quê? Quem me pode julgar atrás dum monte de papéis e de leis de pessoas que nunca me viram. Como pode alguém dizer que procedi mal sem me ter olhado uma só vez nos olhos. Alguma vez me perguntaram se eu quero ser avaliado? Sou criminoso por não ter pago um imposto qualquer que iria para o bolso dos juizes que me julgam.
É esse o nosso drama. Trabalharmos para quem nos julga, sem que possamos dizer que queremos ser julgados por eles.

24/5/06 19:51  
Blogger gato_escaldado said...

Porem.há quem se limite a aceitar! Simplesmente...

Beijos

25/5/06 18:21  
Blogger TMara said...

e alguns julgam conhecer-se. até serem postos à prova e descobrem k não sabem quem são...Bom f.s Bjs e;)

26/5/06 17:47  
Blogger Daniel Aladiah said...

Querida Ana
Julgamento: aprecio imenso a forma como escreves e já tinha saudades de te "sentir"...
Um beijo
Daniel

30/5/06 14:49  
Blogger Friedrich said...

Porque julgar ao desbarato é sempre o caminho mais fácil. Difícil, é condenar sem haver sequer culpa formada!

Beijos RAQUEL! Voltas-te…






http://ababushka.blogs.sapo.pt/

12/6/06 03:14  
Blogger Lord of Erewhon said...

Muito bons os poemas... e o blog tem um conceito que me agrada muito.
Dark kiss.

14/6/06 15:28  
Blogger luis manuel said...

Estão ali ao "lado" alguns ingredientes : Ambição e opressão.

Este sentido de alguns, é um exercício ambicioso de definir á sua maneira a vida dos outros. Opriomindo a sua liberdade, rejeitando-se ao conhecimento.

Rejeitá-los, será evitar um Ch(k)aos.
Repeitemo-nos.

Beijinhos

19/6/06 15:10  
Blogger Paulo G. said...

olaaa linda,

Já à algum tempo que não visitava o teu blog, vim cá matar saudades e ver o que passa pelo teu coração. Espero que esteja tudo bem contigo.

Julgar os outros é sempre mais fácil que julgarmo-nos a nós próprios, principalmente porque nunca aguentariamos acordar para a dura realidade e ver o que somos mesmo, os problemas que temos, os erros que cometemos,enfrentar as mentiras contamos e ilusões que criamos que temos medo que um dia se virem contra nós. Em resumo admitir o tipo de pessoa que somos.

Durante toda a minha vida sempre fui muito apegado às pessoas que me dizem algo e tive como filosofia julgar os amigos e as pessoas que conheco pelo que são comigo e não pelo seu passado, profissão, defeitos, crenças ou outras coisas.
Hoje com 24 anos posso dizer que com isso já sofri, já apanhei desiluções, mas também já sorri, ri, amei, já tive em quem chorar no ombro quando precisei.

Tenho amigos ricos, pobres, bem dispostos, mal dispostos, drogados, ladrões e com os quais posso contar sempre.

6/8/06 20:08  

Post a Comment

<< Home